sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Parabéns,Cláudio !!


Que neste seu dia de f e s t a, você esteja bastante feliz em companhia de seus amigos e de sua família. Com certeza existem várias pessoas que gostam muito de você, e eu sou uma delas. Desejo que tenha sempre a sua volta, muito amor e carinho de pessoas que lhe amam. Continue sendo esse homem bondoso e de bem com a vida. Peço que Deus abençoe e proteja todos os dias de sua vida, e lhe dê muita saúde e paz. Parabéns sobrinho querido, Felicidades!!




 ... como os amigos são muitos, as fotos ficaram no face

Dez meses ...

30 Setembro
Hoje você está completando 10 meses ... e foi assim que a vovó te encontrou em sua casa para lhe dar um abraço e te cobrir de beijinhos, dormindo um soninho com os anjinhos, guardada e protegida por Deus. "O anjo do Senhor acampa-se ao redor dos que o teme e os livra."(Salmos 34:7) Amém.








"Santo Anjo do Senhor
meu zeloso e guardador,
se ati me confiou a piedade divina
sempre me rege, me guarde,
me governa e me ilumine.
Amém!"

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Pintura em porcelana



Olha que coisa mais linda! Que obra de arte!! Pintura em porcelana feita pela minha querida irmã Martinha. Ganhei de presente de aniversario, são mais dois pratos pra minha coleção. Adorei, cada um mais lindo que o outro! Obrigada, minha irmã.

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Parabéns, Vitória!!

Neste dia que é todo seu, quero lhe desejar felicidades, muitas alegrias e amor, e que cada ano que passar você conserve a alegria de viver. A festinha no sítio do vovô foi ótima, e os amiguinhos se divertiram bastante. Continue sendo essa menina meiga e bondosa. Deus te abençoe! Vovó ama.


 
 

 


 Perto está o Senhor.

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Parabens, Maira!!

Foi assim que Maria Clara preparou com todo amor e carinho uma festa surpresa para  sua mamãe. E assim ficamos felizes por comemorar mais um ano de sua linda vida Maíra. Deus te abençoe! Você merece tudo de bom, e muito mais. Que o nosso bom Deus derrame maravilhosas bençãos e muita saúde na sua vida. Bjs coração!!
Deleite-se no Senhor,
e ele atenderá aos desejos do seu coração. 
Salmos 37.4

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Chegou Primavera 2016


PÉTALAS AMARELAS

Certa manhã
varrendo a calçada
Admiração!
pétalas amarelas
caídas ao chão
Como espelho da alma
meus olhos contemplaram
algo simples
mas ao mesmo tempo divino
Para muitos
apenas flores e cores
Insignificantes!
passam, pisam
e seguem em frente
Mas aquelas pétalas amarelas
caídas ao chão
floriu e coloriu
a minha sensibilidade
em ver, como Deus
vem jogando flores no meu caminho.

  Bereniceseixas

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Morre ator Domingos Montagner


Que tragédia que aconteceu com o ator Domingos Montagner, de 54 anos! Acho que muitos brasileiros ficaram tristes e chorosos com a perda inesperada desse grande ator e ser humano de primeira, que transpirava arte, talento e muitas emoções. O ator foi encontrado morto, no município de Canindé do São francisco, em Sergipe. Ele desapareceu enquanto nadava nas águas do rio São francisco. Depois de gravar para a novela "Velho Chico", foi tomar banho de rio acompanhado da atriz Camila Pitanga, durante o mergulho, o ator não voltou a superfície, foi encontrado preso nas pedras, a cerca de 30 metros de profundidade. Que tristeza! ... Vida é coisa de mistério \ que mexe com a razão. Que Deus o receba de braços abertos e dê consolo a  família.

Poesia - Uma bela maneira de lembrar Domingos Montagner, não é mesmo?


Não Chore à Beira do meu Túmulo
Mary Elizabeth Frye


Não chores diante do meu túmulo
Eu não estou lá
Eu não durmo
Eu sou os mil ventos que sopram
Eu sou o diamante que cintila na neve
Eu sou o sol nos grãos maduros
Eu sou a suave chuva de outono
E quando acordares no silêncio da manhã
Eu sou a prontidão inspiradora
Das aves tranquilas circulando em voo
Eu sou as estrelas que brilham suave na noite
Não chores diante de meu túmulo
Eu não estou lá
Eu não morri

Não chore à beira do meu túmulo,
eu não estou lá ... eu não dormi.
Estou em mil ventos que sopram,
E a neve macia que cai.
Nos chuviscos suaves,
Nos campos de colheita de grãos.
Eu estou no silêncio da manhã.
Na algazarra graciosa,
De pássaros a esvoaçar em círculos.
No brilho das estrelas à noite,
Nas flores que desabrocham.
Em uma sala silenciosa.
No cantar dos pássaros,
Em cada coisa que lhe encantar.
Não chore à beira do meu túmulo desolado,
Eu não estou lá - eu não parti.

***
26\02\1962
15\09\2016



Quer saber quanto custa uma saudade \ tenha amor, queira bem e viva ausente A saudade de alguém que foi embora / de um amigo, de um amor, de um parente/ de alguém que não está mais entre a gente / com o peito adoentado a alma chora / feito gripe que de noite só piora / uma dor maior que vinte dor de dente / judiando inté do cabra mais valente / sem sentir pena, dó, nem piedade / quer saber quanto custa uma saudade / tenha amor, queira bem e viva ausente. / Tanto amor no meu peito estocado / esperando por você que já partiu / tão depressa, nem se quer se despediu / vez por outra me pergunto agoniado / se a saudade mora mesmo no passado / por que é que ela vive tão presente? / Hoje eu olho mais pra trás do que pra frente / pra lembrar que já senti felicidade / quer saber quanto custa uma saudade / tenha amor, queira bem e viva ausente. / Nessa hora, Domingos, na despedida / me permita lhe citar em poesia / um palhaço fazedor de alegria / e outros tantos personagens que deu vida / deixo aqui a minha arte estendida / pra um artista de arte tão decente / para o homem, pro marido, pai presente / pra um exemplo de caráter e honestidade / quer saber quanto custa uma saudade / tenha amor, queira bem e viva ausente. / É tão grande essa nossa agonia / mas, é menor do que a ternura em seu olhar / do que seu jeito sereno de falar / e explosivo quando a arte lhe pedia / o palhaço, qualquer hora, qualquer dia / desce a lona do circo e vai pra frente / mas contigo o circo fez bem diferente / decidiu ficar por toda eternidade / quer saber quanto custa uma saudade / tenha amor, queira bem e viva ausente."



 Mortal Loucura 
Maria Bethânia

Na oração, que desaterra... a terra
Quer Deus que a quem está o cuidado... dado
Pregue que a vida é emprestado... estado
Mistérios mil que desenterra... enterra

Quem não cuida de si, que é terra, erra
Que o alto Rei, por afamado, amado
É quem lhe assiste ao desvelado, lado
Da morte ao ar não desaferra, aferra

Quem do mundo a mortal loucura, cura
A vontade de Deus sagrada, agrada
Firmar-lhe a vida em atadura, dura

O voz zelosa, que dobrada, brada
Já sei que a flor da formosura, usura
Será no fim dessa jornada, nada

***

terça-feira, 13 de setembro de 2016

VIII Festival Aberto de Poesia Falada "Cidade Poema" 10\09

1º Lugar
Victor Carlos Alexandre Conde Walewski Colonna (Rio de Janeiro)
"Uma pequena história do mundo"

 2º Lugar
Thiago Yuri (São Fidélis)
"Crespo"

3º Lugar
Lara Prazeres Ribeiros Gomes (Campos dos Goytacazes)
"Oração" 

Melhor Intérprete 
Hellen Freitas 
 
Menção Honrosa
Thiago Yuri (São Fidélis)
"Dom Quixote"

participantes
 eu com interprete (Pedro Muryllo) da minha poesia

(Fotos: Caio Fotografias)

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Semana Cultural "Cidade Poema" 10/09

 Feira de Livros

Programação

Almoço Poético


Show musical - Instituto Ritmus Música

Apresentação bailarina clássica - Sabrine Magalhães -

Grupo Teatral GARTE - "Sujo ou Mal Lavado"

(Fotos: Caio Fotografias)

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Semana Cultural "Cidade Poema"

Feira de Livros

Programação
 
De Machado a Gonzagão - viagem em Cordel- Edmilson Santini

(Fotos: Caio Fotografias)

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Semana Cultural "Cidade Poema"


  Feira de Livros

Programação

Grupo "Dançarte"

Peça teatral - "Calango deu! Os causos de Dona Zaninha"

Show Musical - Célia Furtado

(Fotos: Caio Fotografias)