quinta-feira, 27 de julho de 2017

PIBSF 123 anos

Histórico da Primeira Igreja Batista em São Fidélis

 

A Primeira Igreja Batista em São Fidélis nasceu primeiro no coração de Deus e plantou suas raízes nesta aconchegante Cidade Poema sob a égide da fé e da ousadia do destemido missionário Salomão Luis Ginsburg.
Nossa cidade acolhedora não o acolheu de braços abertos, quando nele botou o desejo de aqui implantar o Evangelho de Jesus Cristo, logo após a organização da Igreja em Campos dos Goytacazes.
Em uma casa por ele alugada, no centro da cidade, com bancos emprestados, realizou a primeira reunião com sete pessoas entoando o hinos em louvor ao nosso Deus ao som do seu inseparável harmônio.
A música despertou atenção de curiosos e opositores do evangelho que para lá afluíram atirando lixo, capim e pedra nos participantes do culto, agravando-se  o conflito quando o missionário Ginsburg iniciou a pregação, sendo sua voz sufocada pelos insultos e palavras obscenas que lhe eram dirigidas. A partir daí, o missionário Ginsburg sofreu grandes perseguições religiosa a ponto de ser amarrado e levado para Niterói num vagão de trem para transporte de cargas sendo proibido de falar de Jesus, ao que ele respondia: “ em matéria de religião, só aceito ordens de um Ser Superior a todas as autoridades humanas.” Sendo por isso algemado e preso, mas quando solto voltou de novo a São Fidélis para falar de Jesus e desta vez, sob proteção policial e a partir de então nunca mais foram perturbados em seu afã de levar a Palavra de Jesus aos perdidos.
O sangue de crentes pioneiros aqui derramado adubou o solo tornando frutífera a semente do Evangelho em nossa querida cidade. E hoje, o nome do Missionário Ginsburg é  entre os fidelenses sendo perpetuado numa rua da cidade que leva o seu nome e num busto em que se lê: Missionário Salomão Ginsburg, evangelista, poeta e filósofo”.
Com grande dificuldade, a semente era lançada e os frutos começavam a ser colhidos noticiando-se no jornal “As Boas Novas” de Campos uma ou outra conversão e os batismos realizados no rio Paraíba pelo missionário Ginsburg.
No dia 27 de julho de 1894, Salomão Luís Ginsburg organizou em São Fidélis,” a igreja de Cristo, chamada Batista” com sete membros que se reuniam nos cultos sob a direção do diácono João Bernardino Manhães, da Igreja de Campos.
Além do missionário Luis Ginsburg que pastoreou a nossa igreja de 27/07/1894 a 13/02/1901, por aqui doaram também um pouco de suas vidas, de seu trabalho os pastores:
Pr. Joaquim Fernandes Lessa -13/02/1901 a 1º/01/1908
Pr. Alfredo Reis – 1º/01/1908 a 06/11/1909
Pr. Joaquim Fernandes Lessa – 17/11/1909 a 12/08/1911
Pr. Antônio Morales Bittencourt – 10/11/1912 a 05/08/1917
Pr. Joaquim Fernandes Lessa – 25/01/1918 a 22/04/1920
Pr. Florentino R. da Silva – 25/05/1920 a 27/07/1921
Pr. Sebastião Faria de Souza – 03/10/1921 a 04/10/1922
Pr. Alberto Portela – 25/02/1923 a 16/05/1926
Pr.Benedito Borges Botelho – 16/05/1926 a 31/09/1931
Pr. Joaquim Fernandes Lessa – 31/09/31 a 1º/01/1932
Pr. Fidélis Morales Bitencourt –  1º/01/1932 a 08/10/1933
Pr. Antídio de Souza – 08/10/1933 a 1º/07/1934
Pr. A.B. Christie – 1º/07/1934 a 1/12/1934
Pr. Antônio Soares Ferreira – 1º/12/1934 a 04/09/1940
Pr. Benjamim Monteiro – 04/041940 a 31/01/1941
Pr. Plácido Moreira – 1º/02/1941 a 31/01/1942

. Pr. Israel José Pinheiro – 27/07/1944 a 27/05/1955
Um gigante de pequena estatura que encontrou a igreja com 87 membros e ao sair, deixa-a com 245 membros, animados, ativos e em paz, embalados pela sua voz firme e de autoridade que falou de Jesus aqui por 10 anos.

. Pr. Inácio Pinheiro Nunes – ( 27/12/1953 a 1º/09/1956)
Um pastor que plantou sementes que até hoje continuam fiéis e dão frutos na seara do Mestre junto a 1ª Igreja.

. Pr. Antônio Moreira Portes – (20/07/1957 a 09/04/1960)
Nesta época, a igreja de um modo geral e os jovens recebem um grande estímulo por parte do pastor e esposa que levam a igreja a se enganjar nos trabalhos externos delegando aos jovens o compromisso com a visitação, evangelização,convites para cultos, distribuição de folhetos, mensagens evangelísticas etc. Pelo grande apoio e carinho recebidos do Pastor e esposa, os da 1ª Igreja o homenageiam colocando o seu nome em união de mocidade que passou a se chamar União de Mocidade “Pr. Antônio Moreira Portes”.

Com o Pr. Walte Vellasco, a igreja experimentou o mais longo ministério, estando à frente da Primeira Igreja durante 29 anos, um ministério longo e abençoado pela palavra sábia e segura, acompanhada de uma vida simples e serena.
Em seu tempo  foram criadas igrejas – filhas, novas congregações, o programa radiofônico “Alimento Espiritual” que ainda hoje é muito ouvido dentro e fora da cidade. Entre muitas outras frentes de evangelização, destacam-se a construção do Edifício de Educação religiosa, o envio de jovens ao seminário, o grande despertamento dos jovens, época do Conjunto Smile, Conjunto Exaltação, Coral da Igreja, época dos grandes festivais de talentos como o FEMUSA(Festival de Música Sacra). Época de muito trabalho na Causa, muita experiência de fé, de lutas e de vitórias. Ao seu lado, D. Synira desempenha um inestimável trabalho junto ao departamento de Crianças, Mensageiras do Rei e União Feminina.

. Pr. Vanderlei Batista Marins (11/06/89 a 14/07/90)
Assume interinamente a igreja mantendo a linha do Pr. Walte dirige-a com segurança e temor a Deus preparando-a para a sucessão pastoral.

. Pr. Assis Borges Xavier, 14/07/1990 a 06/04/1997)
A Igreja experimenta um período de dinamismo e desafios e a construção do templo atual é resposta de Deus à sua fé e á sua ousadia em servir Àquele que pode todas as coisas.
. Pr. Assis conduz a igreja   com  amor e companheirismo dando à EBD. Um novo impulso, fazendo estudos sistemáticos de livros da Bíblia e o despertamento para a oração “A Hora que muda o Mundo”. Sua visão ampliada para as coisas do Mestre leva a igreja a um conceito mais amplo de “ser cristão”, destacando-se a criação do Centro de Convivência para a Terceira Idade e a distribuição de cestas básicas aos carentes.

Pastor Hermínio Pinheiro Pandino assume a igreja no período de sucessão pastoral em  06/04/97, sendo empossado oficialmente como Pastor titular, no dia
A Primeira Igreja Batista em São Fidélis é o seu primeiro campo ministerial e apesar de jovem, tem demonstrado muita fé, compromisso e alegria em servir ao Dono da Igreja.
A EBD tem experimentado o estudo por módulos ou o estudo sugerido pela revista Palavra e Vida da Convenção Batista Fluminense.
Criou em São Fidélis a missão “Atletas de Cristo” dando aos jovens oportunidade de cultuar a  Deus no Clube Esportivo da Cidade e muitas conversões coroam esta missão.
Criou os grupos de comunhão de casais que se reúnem semanalmente cultuando ao Senhor através do fortalecimento dos casais e da família.
Atualmente está funcionando o ministério Saúde Emocional que presta atendimento aos membros e à Comunidade nas áreas de psicologia, cardiologia, fisioterapia, odontologia, assessoria jurídica, serviço social, etc.
O projeto”Fé em Ação” também tem recebido o apoio do Pastor e tem realizado um importante trabalho junto às famílias carentes no aspecto social e cristão.
O  Pr. Hermínio, jovem que é, tem um horizonte muito amplo a conquistar junto à 1ª Igreja e junto ao Pr. Tadeu Basílio Delfino empossado no dia 30/12/2008 como Pr. Auxiliar e que tem se destacado no ministério da visitação, pregação e apoio aos jovens.
A PIB em São Fidélis teve o privilégio de construir o 2º templo evangélico no Brasil, depois do 1º templo, construído em Campos.
E assim, temos um pequeno resumo histórico da Primeira Igreja Batista em São Fidélis nestes 117 anos de existência. Muitos fatos fogem à nossa memória e, se todos fossem citados, tornariam este resumo muito extenso, mas o nosso grande Deus, o Senhor da História tem computadas todas as obras realizadas pela igreja e seus pastores e de sua memória não passam despercebidos”nem um jota, nem um til”.

“Portanto, meus amados e mui queridos irmãos, sejamos firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o nosso trabalho não é vão no Senhor.”
( Por Elieth da Silva Araújo Marques)

A parte histórica referente aos pastores está lavrada no histórico da Primeira Igreja Batista em São Fidélis do Pr. Ebenézer Soares Ferreira.
(Fonte:www.pibsf.com.br)

Nenhum comentário:

Postar um comentário