domingo, 29 de maio de 2011

Mais um ano ...

Eu que achava que as Bodas se limitavam a Bodas de Prata e Bodas de Ouro, me enganei, para cada ano de casamento celebra-se uma Boda diferente, e existe um elemento para representar a fase de vida do casal. Eu já passei pelas Bodas de papel, madeira, cristal, prata e "hoje" estou na Bodas de Erva. Bodas de quê? De erva? Estou me interrogando, qual seria o sentido da representação _ Bodas de Ervas? Seria o sabor a dois, o tempero a mais, o aroma que exala gostoso pelo tempo vivido ... "o cordão de três dobras não se arrebenta com facilidade " (eclesiastes 4:9). O amor sempre vence as dificuldades as tempestades e com fé perseverança, paciência o amor dribla as surpresas com criatividade, tendo como meta a "família". Desistir dos planos de Deus, não faz parte do amor, fortalecidos em Deus através da fé e oração não ficamos pelo caminho. Chegar até aqui e mais longe só com muito amor, respeito, sabedoria, doação, companheirismo e uma pitada de humor. Bem-Vinda Bodas de Pérola !!!

  • 01 ano – Bodas de Papel
  • 02 anos – Bodas de Algodão
  • 03 anos – Bodas de Trigo ou Couro
  • 04 anos – Bodas de Flores e Frutas ou Cera
  • 05 anos – Bodas de Madeira ou Ferro
  • 06 anos – Bodas de Perfume ou Açúcar
  • 07 anos – Bodas de Latão ou Lã
  • 08 anos – Bodas de Papoula ou Barro
  • 09 anos – Bodas de Cerâmica ou Vime
  • 10 anos – Bodas de Estanho Zinco
  • 11 anos – Bodas de Aço
  • 12 anos – Bodas de Seda ou Ônix
  • 13 anos – Bodas de Linho ou Renda
  • 14 anos – Bodas de Marfim
  • 15 anos – Bodas de Cristal
  • 16 anos – Bodas de Safira ou Turmalina
  • 17 anos – Bodas de Rosa
  • 18 anos – Bodas de Turquesa
  • 19 anos – Bodas de Cretone ou Água Marinha
  • 20 anos – Bodas de Porcelana
  • 21 anos – Bodas de Zircão
  • 22 anos – Bodas de Louça
  • 23 anos – Bodas de Palha
  • 24 anos – Bodas de Opala
  • 25 anos – Bodas de Prata
  • 26 anos – Bodas de Alexandrita
  • 27 anos – Bodas de Crisopázio
  • 28 anos – Bodas de Hematita
  • 29 anos – Bodas de Erva
  • 30 anos – Bodas de Pérola
  • 31 anos – Bodas de Nácar
  • 32 anos – Bodas de Pinho
  • 33 anos – Bodas de Crizo
  • 34 anos – Bodas de Oliveira
  • 35 anos – Bodas de Coral
  • 36 anos – Bodas de Cedro
  • 37 anos – Bodas de Aventurina
  • 38 anos – Bodas de Carvalho
  • 39 anos – Bodas de Mármore
  • 40 anos – Bodas de Esmeralda
  • 41 anos – Bodas de Seda
  • 42 anos – Bodas de Prata Dourada
  • 43 anos – Bodas de Azeriche
  • 44 anos – Bodas de Carbonato
  • 45 anos – Bodas de Rubi
  • 46 anos – Bodas de Alabastro
  • 47 anos – Bodas de Jaspe
  • 48 anos – Bodas de Granito
  • 49 anos – Bodas de Heliotrópio
  • 50 anos – Bodas de Ouro
  • 51 anos – Bodas de Bronze
  • 52 anos – Bodas de Argila
  • 53 anos – Bodas de Antimônio
  • 54 anos – Bodas de Níquel
  • 55 anos – Bodas de Ametista
  • 56 anos – Bodas de Malaquita
  • 57 anos – Bodas de Lápis Lazuli
  • 58 anos – Bodas de Vidro
  • 59 anos – Bodas de Cereja
  • 60 anos – Bodas de Diamante ou Jade
  • 61 anos – Bodas de Cobre
  • 62 anos – Bodas de Telurita
  • 63 anos – Bodas de Sândalo
  • 64 anos – Bodas de Fabulita
  • 65 anos – Bodas de Platina
  • 66 anos – Bodas de Ébano
  • 67 anos – Bodas de Neve
  • 68 anos – Bodas de Chumbo
  • 69 anos – Bodas de Mercúrio
  • 70 anos – Bodas de Vinho
  • 75 anos – Bodas de Brilhante ou Alabastre
  • 80 anos – Bodas de Nogueira ou Carvalho

sábado, 28 de maio de 2011

Já leu um poema hoje?

O Guardador de Rebanhos
Alberto Caeiro

“Sou um guardador de rebanhos,
O rebanho é os meus pensamentos
E os meus pensamentos são todos sensações.
Penso com os olhos e com os ouvidos
E com as mãos e os pés
E com o nariz e a boca.

Pensar uma flor é vê-la e cheirá-la
E comer um fruto é saber-lhe o sentido.

Por isso quando num dia de calor
Me sinto triste de gozá-lo tanto,
E me deito ao comprido na erva,
E fecho os olhos quentes,
Sinto todo o meu corpo deitado na realidade,
Sei a verdade e sou feliz.”

“Olá, guardador de rebanhos,
Aí à beira da estrada,
Que te diz o vento que passa?

Que é vento, e que passa,
E que já passou antes,
E que passará depois.
E a ti o que te diz?

Muita cousa mais do que isso.
Fala-me de muitas outras cousas.
De memórias e de saudades
E de cousas que nunca foram.

Nunca ouviste passar o vento.
O vento só fala do vento.
O que lhe ouviste foi mentira.
E a mentira está em ti.”

(Cantos IX e X, de “O Guardador de Rebanhos”, 1914)

Alberto Caeiro foi o primeiro heterônimo a surgir – e o único a morrer (de tuberculose) por obra do seu criador. Deixava confuso Fernando Pessoa, homem da cidade, exatamente por ter enorme apego ao campo, à natureza, a ponto de ter escrito um longo poema chamado “O Guardador de Rebanhos”. Mesmo assim, Pessoa o elegeu mestre dos heterônimos. Apoiada na experiência sensorial, sua poesia procura alcançar um ideal: desaprender o foi aprendido para poder conhecer a si mesmo, ao outro e ao mundo.
Que poema de Fernando Pessoa é você ?

Este poema "O Guardador de Rebanhos" de Alberto Caeiro (heterônimo de Fernando Pessoa) é o resultado de um Teste Literário que achei bem interessante. Quer fazer o Teste? É só clicar no endereço abaixo. Vai lá!
www.educarparacrescer.abril.com.br

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Já leu um poema hoje ?

PEQUENO ESCLARECIMENTO

Os poetas não são azuis nem nada, como pensam alguns superticiosos, nem sujeitos a ataques súbitos de levitação. O que eles mais gostam é de estar em silêncio - um silêncio que subjaz a quaisquer escapes motorísticos e declamatórios. Um silêncio ... Este impoluível silêncio em que escrevo e em que tu me lês.

(Mario Quintana)

domingo, 22 de maio de 2011

Reflexão . . .

PORQUE O SENHOR É BOM, A SUA MISERICÓRDIA DURA PARA SEMPRE, E, É DE GERAÇÃO EM GERAÇÃO, A SUA FIDELIDADE.
(Salmos 100:5)

sábado, 21 de maio de 2011

"Dora Doralice"

Se viva fosse, Dora hoje estaria completando anos, não sei quantos,(vou procurar saber e registro depois) mas sei que foi uma longa vida de dedicação, amor, renúncia,e afinco para com a família do meu pai. Pessoa bondosa, inocente, querida, como diz a poesia "não teve tempo pra pecar". Foi uma católica de fé. Como eu gostava de ouvir suas prosas, seus versos , suas músicas, seus causos ! E as suas tachadas de goiabadas e bananadas ! Minha sobrinha Simone poetizou muito bem, um pouco do muito de Dora Doralice, click na foto e veja. Dora... era assim que eu a chamava, você deixou saudades !!

Dora Doralice

Das tachadas de barros
Das redinhas nos cabelos
Dos brincos de ouro
Do talco a perfumar

Quase um século de vida
Dora, nunca viu o mar

Das danças na cozinha  
Das goiabadas caseiras
Do café a pilar
Do almoço a preparar
Dona Julieta a chamar

Dora, não teve tempo pra namorar

Das conversas com seus gatos
Dos pés de carambolas, abacates, figos ...
Das visitas de Niterói
Dos encontros com os vizinhos
Das missas em latim aos domingos

Dora, não teve tempo nem pra pecar

Das histórias a contar 
Da vida que soube levar
A vida de Dora Doralice !

(autoria: Simone Alves Vieira) 1996 
   

Discurso da professora Amanda Gurgel - RN



Este vídeo mostra a indignação de uma professora do Rio Grande do Norte , Amanda Gurgel, em uma audiência pública na Assembléia Legislativa. Em plenário ela fez um relato da vida de um professor do RN, expondo o que passa dentro e fora de sala de aula. Com toda sinceridade e simplicidade mostrou o que é viver e persistir em viver pela Educação. Isto aconteceu terça-feira dia 10 de maio, e os deputados? Calados.Valeu Amanda!!

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Lançamento livro "Pedro Emílio"


Quem não foi ... perdeu !!
"Uma noite de Poesia"em homenagem ao poeta Pedro Emílio de Almeida e Silva, nesta quinta -feira 19 de maio,na Cidade Poema.Evento foi preparado pela "Sala de Ensaio"que ainda nos brindou com um livro artesanal com algumas de muitas poesias maravilhosas de Pedro Emílio. Amigos, confrades e familiares compareceram para prestigiá-lo, embora sabendo que o prestígio era todo nosso de tê-lo como poeta em nosso meio e em nossa comunidade, é uma arte poética que merece aplausos.É peça rara! Foi uma noite regada à essência poética de seus versos. Música também não faltou, artista da terra, até dona Conceição (sua irmã) cantou e nos encantou com sua voz, isso varando a noite. Enfim posso afirmar que foi uma grande festa da Literatura em nossa "Cidade Poema". Até mais .

SÃO FIDÉLIS EM TRÊS TEMPOS

Chuva amarela na Gamboa:
- O I T I S -
Na avenida, chuva doce:
- S A P O T I S -
Tapetes coloridos nas manhãs
Sob os pés de flamboiãs.
LUCAS e CAMBIASCA
- Freis pioneiros -
no silêncio do bronze
FIDéLIS
- Santo Padroeiro -
na inércia da massa unicolor.
1840 .....1870 .......1970 ........
Vila ..... Cidade ... Saudade...
Maria
Cheia de graça
que passa.
na praça:
- cadência de passos
no espaço.
Dilma ..... Dilce...... Dilza.....
Diva....... Dolores ...... dores:
Verso pobre,
canto roucos.
Tudo é nada,
muito é pouco.
O que eu digo,
o que eu sinto
no canto pobre
no verso rouco
para dizer donde vens
para dizer o que tens,
é muito pouco,
é muito pouco.
Cajá, café, caju,
Casa, cachaça, .....Cacilda.
No leito,
o rio,
o estio,
dorme
ouvindo cantigas
de lendas antigas.
Lampião sem gás,
coreto sem "Jazz",
porto
morto.
Hinos, sinos, Banda.
Bogos, jogos, fogos.
A araponga gonga,
Fere fogo na forja
e aguça o agudo gume
perfuro - cortante,
do comerciante
especialista
- e até tratadista
em robalo.
Cores, flores,
gente, cachorro quente.
Vila!
Cidade!
Saudade.



quarta-feira, 18 de maio de 2011

5 mil visitas, obrigada !!

A todos os leitores que prestigiaram este espaço, transmito meu muito obrigada.Não fique só na visita deixe um comentário, com certeza vou gostar.

segunda-feira, 16 de maio de 2011

A riqueza depois dos 50

rsrsrsrsrsrs
_ Prata nos cabelos
_ Ouro nos dentes
_ Pedra nos rins
_ Açúcar no sangue
_ Chumbo nos pés
_ Ferro nas articulações
_ E uma fonte inesgotável de gás natural . . .

"Se vocẽ ainda não é rico, prepare-se !!
Sua vez vai chegar !!!

Idoso = é uma pessoa que tem muita idade.
Velho = é a pessoa que perdeu a jovialidade.
(fonte:net)

sábado, 14 de maio de 2011

Já leu umpoema hoje?

COISAS QUE A VIDA ENSINA DEPOIS DOS 40

Ciúmes é um sentimento inútil. Não torna ninguém fiel a você.
Animais são anjos disfarçados, mandados à terra por Deus para
mostrar ao homem o que é fidelidade.
Crianças aprendem com aquilo que você faz, não com o que você diz.
As pessoas que falam dos outros pra você, vão falar de você para os outros.
Perdoar e esquecer nos torna mais jovens.
Água é um santo remédio.
Deus inventou o choro para o homem não explodir.
Ausência de regras é uma regra que depende do bom senso.
Não existe comida ruim, existe comida mal temperada.
A criatividade caminha junto com a falta de grana.
Ser autêntico é a melhor e única forma de agradar.
Amigos de verdade nunca te abandonam.
O carinho é a melhor arma contra o ódio.
As diferenças tornam a vida mais bonita e colorida.
Há poesia em toda a criação divina.
Deus é o maior poeta de todos os tempos.
A música é a sobremesa da vida.
Acreditar, não faz de ninguém um tolo. Tolo é quem mente.
Filhos são presentes raros.
De tudo, o que fica é o seu nome e as lembranças a cerca de suas ações.
Obrigada, desculpa, por favor, são palavras mágicas, chaves que
abrem portas para uma vida melhor
O amor... Ah, o amor...
O amor quebra barreiras, une facções,
destrói preconceitos,
cura doenças...
Não há vida decente sem amor!
E é certo, quem ama, é muito amado.
E vive a vida mais alegremente...

(Artur da Távola)

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Todos contra a Dengue

ATENÇÃO PESSOAL:
VAMOS TER MAIS SOSSEGO E COOPERAR PARA A ERRADICAÇÃO DOS MOSQUITOS DA DENGUE E OUTROS.
É fácil de ser feito e de grande utilidade em qualquer situação. Pode ser usado em residências, quartos, escritórios, comércios, indústrias etc. Façam e estimulem seus vizinhos, parentes e amigos a fazerem esta armadilha. Serve para qualquer pernilongo e mespo para o da dengue, mosquitos e insetos voadores. É um jeito ecológico e correto de matar mosquitos e assemelhados.
Para ajudar com a luta contínua contra os mosquitos da dengue e a dengue hemorrágica, uma ideia é trazê-los para uma armadilha que pode matar muitos deles.
O que nós precisamos basicamente:
200 ml de água quente,
50 gr de açúcar mascavo,
1 gr de levedura (fermento biológico para pães, encontrado em qualquer supermercado ) e
1 garrafa plástica de 2 litros
Como fazer:
1. Corte uma garrafa de plástico (tipo PET) ao meio. Guardar a parte do gargalo:
2. Misture o açúcar mascavo com água quente. Deixe esfriar. Depois de frio despeje na metade de baixo da garrafa.
3. Acrescentar a Levedura . Não há necessidade de misturar. Ela criará dióxido de carbono.
4. Colocar a parte do funil, virada para baixo, dentro da outra metade da garrafa.
5. Enrolar a garrafa com algo preto, menos a parte de cima, e colocar em algum canto de sua casa.
Em duas semanas você vai ver a quantidade de pernilongos e mosquitos que morreu dentro da garrafa.
Além da limpeza de suas casas, locais de reprodução de pernilongos e mosquitos, podemos utilizar este método muito útil em: Escolas, Creches, Hospitais, residências, sítios, chácaras, fazendas, floriculturas etc.
Não se esqueça da Dengue nos próximos meses: este pernilongo pode matar uma pessoa!
“VAMOS DIVULGAR?”

(recebi por email e repasso pra vocês)

terça-feira, 10 de maio de 2011

Poetisando . . ."Morada da Poesia"


Morada da Poesia

Dizem que certa vez
a poesia saiu a procura
de cidade em cidade
uma delas pra morar

Chegando aqui um dia
encontrando a porta aberta
sem fazer nenhum barulho
pernoitou pra descansar

Sonhou com um grande banquete
regado a inspiração
sentiu-se no palacete
e na sagrada comunhão

Acordando bem disposta
vendo grande mesa posta
de poetas, escritores
artistas e trovadores

Sentiu-se bem à vontade
fartou-se de felicidade!
Disse para a vaidade:
- escolhi aqui morar.

(autoria:berenice)

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Parabéns, Ana Júlia !

Sábado foi dia de festa, aniversário de 2 aninhos de Ana Júlia, filha do casal Ana Paula e João Marcos. Família reunida, criançada feliz, decoração lindíssima, tudo de bom. A garotada se divertiu muuuuito!! Alegria foi contagiante. Felicidades saúde e beijinhos pra você, linda!
Olha que fofura!!
Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele.
(Provérbios (22:6)

domingo, 8 de maio de 2011

Dia da Língua Portuguesa 05 maio


Desde 2009, por decisão unânime de oito países, Brasil, Portugal, Moçambique, Angola, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Guiné_Bissau e Timor Leste que integram a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP),este órgão, dedica-se o quinto dia do mês de maio as homenagens à Língua e à Cultura de origem portuguesa.A CPLP justifica a decisão pelo facto de a língua portuguesa constituir entre os povos da comunidade, "um vínculo histórico e um patrimônio com resultados de uma convivência multissecular que deve ser valorizada."


Declaração de amor

Clarice Lispector


Esta é uma declaração de amor: amo a língua portuguesa. Ela não é fácil. Não é maleável.E, como não foi profundamente trabalhada pelo pensamento, a sua tendência é a de não ter sutileza e de reagir às vezes com um pontapé contra os que temerariamente ousam transformá-la numa linguagem de sentimento e alerteza. E de amor.

A língua portuguesa é um verdadeiro desafio para quem escreve. Sobretudo para quem escreve tirando das coisas e das pessoas a primeira capa do superficialismo.

Às vezes ela reage diante de um pensamento mais complicado. Às vezes assusta com o imprevisível de uma frase.

Eu gosto de manejá-la - como gostava de estar montando num cavalo e guiá-lo pelas rédeas, às vezes lentamente, às vezes a galope. Eu queria que a língua portuguesa chegasse ao máximo nas minhas mãos. E este desejo todos os que escrevem têm. Um Camões e outros iguais não bastaram para nos dar uma herança de língua já feita. Todos nós que escrevemos estamos fazendo do túmulo do pensamento alguma coisa que lhe dê vida.

Essas dificuldades, nós as temos. Mas não falei do encantamento de lidar com uma língua que não foi aprofundada. O que recebi de herança não me chega.

Se eu fosse muda, e também não pudesse escrever e me perguntassem a que língua eu queria pertencer, eu diria: inglês, que é preciso e belo. Mas como nasci muda e pude escrever, tornou-se absolutamente claro para mim que eu queria mesmo era escrever em português. Eu até queria não ter aprendido outras línguas: só para que minha abordagem do português fosse virgem e límpida.

Reflexão ...


TODA MULHER SÁBIA EDIFICA A SUA CASA, MAS A TOLA A DERRUBA COM AS PRÓPRIAS MÃOS.
(Provérbio 14:1)

sexta-feira, 6 de maio de 2011

"Mamãe"


MAMÃE

A casa ficou vazia e na garganta um nó
Onde reinava a alegria, hoje é uma tristeza só.

Foi embora a Djanira prá onde Deus a chamou
E toda a família respira o amor que ela deixou.

Deixou saudades, tristeza, pois era mãe extremosa
Exemplo de fortaleza e de mulher caridosa.

A sua vida terrena soube tão bem conduzir
E, agora na vida plena, foi com seu filho se unir!

Viveu noventa e um anos com muita dignidade
Nos dando, no cotidiano, motivos de felicidade!

Por isso temos certeza que ela não nos deixou sós.
Nossa união é riqueza e nossos laços são nós.

(Maria Lúcia Fernandes - poeta fidelense))

terça-feira, 3 de maio de 2011

Já leu umpoema hoje?


O N Z E B A R R A N O V E

Fotografia do 11 de setembro


Pularam dos andares em chamas -
um, dois, alguns outros,
acima, abaixo.

A fotografia os manteve em vida,
e agora os preserva
acima da terra rumo à terra.

Ainda estão completos,
cada um com seu próprio rosto
e sangue guardado.

Há tempo suficiente
para cabelos voarem,
para chaves e moedas
caírem dos bolsos.

Permanecem nos domínios do ar,
na esfera de lugares
que acabam de se abrir.

Só posso fazer duas coisas por eles -
descrever este voo
e não acrescentar o último verso.


(Wislawa Szymborska)
poeta polonesa / prêmio nobel de literatura 1996

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Morte de Osama Bin Laden

Até longo tempo atrás, pensava eu, que "morte" não se comemora.
Baita engano!!
Hoje sei que a morte de certas pessoas traz alívio e serve até de comemoração.
Toda mente perversa precisa ser esmagada e varrida desta Terra.
Hoje sei que pessoas de cabelos brancos mentem,
que pessoas próximas lhe desejam mal, que o inimigo mora ao lado.
Santa inocência !!
Mas de uma coisa tenho certeza,que o Mal nunca vence o Bem.
- Nem em desenho  animado!

Flamengo campeão !!!


Pra você:
tião canoa
mariana
sebastião neto
joão paulo

e toda torcida do flamengo ...

eu tô fora!