domingo, 30 de março de 2014

Jesus "EU SOU"


Jesus usou o termo "EU SOU" em declaração sobre si mesmo onde expressa sua enorme  relação de salvação com o mundo.
Eu sou a luz do mundo.(João 8:12)
Eu sou a ressurreição e a vida.(João 11:25)
Eu sou o caminho, a verdade e a vida.(14:6)
Eu sou o bom pastor.(João 10:11)
Eu sou a porta. (João 10:9)
Eu sou o pão vivo que desceu do céu.(João 6:51)
Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o agricultor.(João 15:1)
Eu sou o Alfa e o Ômega. (Apocalipse 1:7-8)

sábado, 29 de março de 2014

Já leu um poema hoje?


UMA ARTE

A arte de perder não é nenhum mistério;
tantas coisas contêm em si o acidente
de perdê-las, que perder não é nada sério.

Perca um pouquinho a cada dia. Aceite, austero,
a chave perdida, a hora gasta bestamente.
A arte de perder não é nenhum mistério.

Depois perca mais rápido, com mais critério:
lugares, nomes, a escala subseqüente
da viagem não feita. Nada disso é sério.

Perdi o relógio de mamãe. Ah! E nem quero
lembrar a perda de três casas excelentes.
A arte de perder não é nenhum mistério.

Perdi duas cidades lindas. E um império
que era meu, dois rios, e mais um continente.
tenho saudade deles. Mas não é nada sério.

— Mesmo perder você (a voz, o riso etéreo
que eu amo) não muda nada. Pois é evidente
que a arte de perder não chega a ser mistério
por muito que pareça (Escreve!) muito sério.

(Elizabeth Bishop - tradução de Paulo Henrique Britos)

A norte-americana Elizabeth Bishop nasceu em Massachusetts, em 8 de fevereiro de 1911, e morreu 68 anos depois, em Boston. Em 1952, depois de uma viagem pela costa brasileira, Elizabeth encantou-se pelas montanhas de Petrópolis e lá permaneceu por longos quinze anos. Durante esse período, escreveu numerosos registros e poemas, como o transcrito acima. (fonte:net)
x

segunda-feira, 24 de março de 2014

Acaso poderá Deus preparar uma mesa no deserto?



ACASO PODERÁ DEUS PREPARAR UMA MESA NO DESERTO?

Achei este vídeo incrível, mostra o "renascimento" de um rio no deserto de Israel. Fico imaginando a tamanha alegria, ou bem mais que isso, o êxtase dos moradores da região com a chegada da água. É possível ouvir o barulho da água, os gritos das crianças felizes esperando a água inundar o leito do rio. Que bênção meu Deus! Absorvida com as imagens, me veio a mente um versículo que diz: "Acaso poderá Deus preparar uma mesa no deserto?(Salmos 78:19) Sabemos que o deserto é uma região seca, coberta por um manto de areia, um lugar sem recursos onde a ausência de vida é quase que absoluta. Deserto é também um lugar de escassez, sofrimento, dor, tribulação e um lugar de providência divina também. O fato é que todos nós passamos por desertos, até o próprio Jesus teve que ir ao deserto. 
"Então foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo.E, tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, depois teve fome. Chegando, então, o tentador, disse-lhe: Se tu és Filho de Deus manda que estas pedras se tornem em pães. Mas Jesus lhe respondeu: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus. Então o diabo o levou à cidade santa, colocou-o sobre o pináculo do templo, e disse-lhe: Se tu és Filho de Deus, lança-te daqui abaixo; porque está escrito: Aos seus anjos dará ordens a teu respeito; e eles te susterão nas mãos, para que nunca tropeces em alguma pedra.Disse-lhe Jesus: Também está escrito: Não tentarás o Senhor teu deus. Novamente o transportou o diabo a um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo, e a glória deles. E disse-lhe:Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares. Então disse-lhe Jesus: Vai-te, satanás, porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a ele servirás. Então o diabo o deixou; e eis que chegaram os anjos, e o serviram."(Mateus 4:1-11)
Quando atravessamos desertos em nossas vidas temos que ser fortes, confiantes em Deus, perseverantes na fé, pacientes diante da situação, pois sabemos que no momento de Deus Ele prepará uma mesa perante nós na presença dos nossos inimigos, e eles serão extirpados do nosso caminho. 

Deus preparou uma mesa para Israel no deserto:

No deserto Deus preparou ÁGUA
Toda a congregação dos filhos de Israel partiu do deserto de Sim pelas suas jornadas, segundo o mandamento do Senhor, e acampou em Refidim; não havia ali água para o povo beber.
Então contendeu o povo com Moisés, e disse: Dá-nos água para beber. E Moisés lhes disse: Por que contendeis comigo? Por que tentais ao Senhor?
Tendo pois ali o povo sede de água, o povo murmurou contra Moisés, e disse: Por que nos fizeste subir do Egito, para nos matares de sede, a nós e aos nossos filhos, e ao nosso gado?
E clamou Moisés ao Senhor, dizendo: Que farei a este povo? Daqui a pouco me apedrejará.
Então disse o Senhor a Moisés: Passa diante do povo, e toma contigo alguns dos anciãos de Israel; e toma na tua mão a tua vara, com que feriste o rio, e vai.
Eis que eu estarei ali diante de ti sobre a rocha, em Horebe, e tu ferirás a rocha, e dela sairão águas e o povo beberá. E Moisés assim o fez, diante dos olhos dos anciãos de Israel.(Êxodo 17:1-6)


No deserto Deus preparou MANA
E toda a congregação dos filhos de Israel murmurou contra Moisés e contra Arão no deserto.
E os filhos de Israel disseram-lhes: Quem dera tivéssemos morrido por mão do Senhor na terra do Egito, quando estávamos sentados junto às panelas de carne, quando comíamos pão até fartar! Porque nos tendes trazido a este deserto, para matardes de fome a toda esta multidão.
Então disse o Senhor a Moisés:Eis que vos farei chover pão dos céus, e o povo sairá, e colherá diariamente a porção para cada dia, para que eu o prove se anda em minha lei ou não.Êxodo 16:2-4)

No deserto Deus preparou CARNE
Então soprou um vento do Senhor e trouxe codornizes do mar, e as espalhou pelo arraial quase caminho de um dia, de um lado e de outro lado, ao redor do arraial; quase dois côvados sobre a terra. (Números 11:31)

domingo, 23 de março de 2014

Os 12 Apóstolos


A Instituição dos doze

Foi um desejo do coração amoroso de Jesus reunir homens que pudessem proclamar o seu evangelho, Por isso, Ele mesmo promoveu a "Instituição dos Doze". Em Mateus 10:1-4  "Tendo chamado os  seus doze discípulos, deu lhes Jesus autoridade sobre espíritos imundos para os expelir e para curar toda sorte de doenças e enfermidades. Ora, os nomes dos doze apóstolos são estes: primeiro, Simão, por sobrenome (1) PEDRO, e (2) ANDRÉ, seu irmão; (3) TIAGO, filho de Zebedeu, e (4) JOÃO, seu irmão; (5) FILIPE e (6) BARTOLOMEU; (7) TOMÉ; (8) MATEUS, o publicano; (9) TIAGO, filho de Alfeu, e (10) TADEU; (11) SIMÃO, o Zelote, e (12) JUDAS Iscariotes, que foi quem traiu.
Jesus subiu ao monte e, após intenso período de oração, escolheu doze discípulo para que fossem com Ele, testemunhas e anunciadores do advento do Reino de Deus, O número doze evoca as doze tribos de Israel. Apenas doze. Mas homens destemidos e fiéis a sua Palavra. Eles anunciaram o evangelho de paz, vida e esperança.


A convocação da equipe

Jesus tinha muitos discípulos, mas Ele separou apenas doze para serem seus apóstolos, enviados com uma missão, para serem embaixadores do Seu Reino. Eles foram instrumentos para receberem a revelação de Deus e foram inspirados por Deus para o registro das Escrituras. Os apóstolos não tiveram sucessores depois que morreram. E para ser apóstolo, três exigências eram necessárias. Precisava:
1ª - ter visto o Cristo ressurreto (ICoríntios 9:1)
2ª - ter tido comunhão com Cristo (Atos 1:21,22)
3ª - ter sido chamado pelo próprio Cristo (Mateus 4:18-22)
A decisão de Jesus de escolher os 12 apóstolos foi uma das mais importantes de seu ministério. Ele escolheu e discipulou aquelas pessoas do modo mais eficaz para perpetuar o seu ministério. Antes de convocar a equipe, seus apóstolos, dedicou-se à oração.
1ª Ele orou secretamente ("Retirou-se para o monte, a fim de orar")
2ª Ele orou insistentemente ("E passou a noite orando")
3ª Ele orou submissamente ("Orando a Deus")
4ª Ele orou objetivamente ("E quando amanheceu, chamou a si os seus discípulos e escolheu doze dentre eles aos quais deu também o nome de apóstolos.")
Jesus chamou os que Ele mesmo quis e eles vieram para junto dele. "Depois, subiu ao monte e chamou os que ele mesmo quis e vieram para junto dele"(Marcos 3:13). "Não fostes vós que me escolhestes a mim; pelo contrário, eu vos escolhi a vós outros e vos designei para que vades e deis frutos.."(João 15:16). Jesus não fez uma pesquisa de opinião pública entre a multidão para escolher os doze. Ele não usou critérios humanos ou religiosos. Ele consultou a seu Pai. A oração foi a marca mais distinta no ministério de Jesus.
Os doze apóstolos são um espelho da nova família de Deus. Ela é composta de pessoas, lugares, profissões, ideologias e tendências diferentes.Na equipe de Jesus havia desde um empregado de Roma até um nacionalista que defendia a guerrilha contra Roma. E esse grupo tão heterogêneo aprendeu a viver sob o senhorio de Cristo e tornou-se bênção para o mundo. A escolha de Jesus foi soberana, baseada na graça e não nos méritos. A marca que mais distinguiu os apóstolos foi a prontidão para seguir Jesus. Segue uma síntese da vida desses homens.


PEDRO - Chamado Simão. Era pescador, de Betsaida, mas morava em Cafarnaum. Era inconstante, temperamental e contraditório. Ele mudou da confiança para a dúvida "Senhor, disse Pedro, se és tu, manda-me ir ao teu encontro por sobre as águas.Venha, respondeu ele. Então pedro saiu do barco, andou sobre as águas e foi na direção de de Jesus. Mas, quando reparou no vento, ficou com medo e, começando a afundar, gritou: Senhor, salva-me!(Mateus 14:28-30)de uma declaração veemente de lealdade para uma negação vexatória " Pedro respondeu: Ainda que todos te abandonem, eu nunca te abandonarei! Respondeu Jesus: Asseguro que ainda esta noite, antes que o galo cante, três vezes você me negará. Mas Pedro declarou: Mesmo que seja preciso que eu morra contigo, nunca te negarei. E todos os outros discípulos disseram o mesmo."(Mateus 26:33-35), "Ora, Pedro estava assentado fora, no pátio; e, aproximando-se dele uma criada, disse: Tu também estavas com Jesus, o galileu. Mas ele negou diante de todos, dizendo: Não sei o que dizes. E, saindo para o vestíbulo, outra criada o viu, e disse aos que ali estavam: Este também estava com Jesus, o Nazareno. E ele negou outra vez com juramento: Não conheço tal homem. E, daí a pouco, aproximando-se os que ali estavam, disseram a Pedro: Verdadeiramente também tu és deles, pois a tua fala te denuncia. Então começou ele a praguejar e a jurar, dizendo: Não conheço esse homem. E imediatamente o galo cantou. E lembrou-se Pedro das palavras de Jesus, que lhe dissera: Antes que o galo cante, três vezes me negarás. E, saindo dali, chorou amargamente".(Mateus 26:69-75). Pedro, o homem que falava sem pensar, que repreendia a Cristo, que dormia na batalha, que fugiu e seguia Cristo de longe foi apóstolo de credibilidade. Jesus chama pessoas, não por aquilo que elas são, mas por aquilo que elas virão a ser em suas mãos.

TIAGO e JOÃO
Eram irmãos e muito explosivos e temperamentais. Tinham o apelido de "Filhos do Trovão". "E a Tiago, filho de Zebedeu, e a João, irmão de Tiago, aos quais pôs o nome de Boanerges que significa: Filhos do Trovão" (Marcos 3:17). Um dia pediram a Jesus que mandasse fogo do céu sobre os samaritanos. Eram também muito gananciosos e amantes do poder. A mãe deles pediu a Jesus um lugar especial para eles no Reino. 

ANDRÉ
Era um homem que sempre trabalhava nos bastidores. Foi ele quem levou seu irmão Pedro a Cristo " Era André, o irmão de Simão Pedro, um dos dois que tinham ouvido o testemunho de João e seguido Jesus. Ele achou primeiro o seu irmão, Simão, a quem disse: Achamos o Messias (que quer dizer Cristo), e o levou a jesus. Olhando Jesus para ele, disse:Tu és Simão, o filho de João; tu serás chamado Cefas (que quer dizer Pedro)" (João 1:40-42). E também foi ele quem levou o garoto com um lanche a Jesus "Um de seus discípulos, chamado André, irmão de Simão Pedro, informou a Jesus: Está aí um rapaz que tem cinco pães de cevada e dois peixinhos; mas isto é que é para tanta gente?"(João 6:8-9).

FILIPE
Era um homem cético e racional. Quando Jesus perguntou: "Onde compraremos pães para lhes dar de comer?"(João 6:5), ele respondeu: "Não lhes bastariam duzentos denários de pão, para receber cada um o seu pedaço"(João 6:7). Quando estavam no cenáculo, no último dia, Filipe pergunta compenetrado:" Senhor, mostra-nos o Pai e isto nos basta! (João 14:8).

BARTOLOMEU
Era um homem preconceituoso. Foi ele quem perguntou: "De Nazaré pode sair alguma coisa boa?" (João 1:46).

MATEUS
Era empregado do Império Romano, um coletor de impostos. Era publicano, uma classe repudiada pleos judeus. Tornou-se escritor do evangelho mais conhecido do mundo.

TOMÉ
Era um homem de coração fechado para crer.Ele não creu na ressurreição de Cristo e disse:"Se eu não vir nas suas mãos ... o sinal dos cravos ... de modo algum acreditarei."(João 20:25). Contudo, quando o Senhor ressurreto apareceu a ale, Tomé prostrou-se em profunda adoração e disse: "Senhor meu e Deus meu! (João 20:28)

TIAGO, o filho de Alfeu, e JUDAS TADEU
Temos poucas informações sobre esses dois apóstolos. Eles faziam parte do grupo. Pregaram, expulsaram demônios, mas não se destacaram.

SIMÃO, o Zelote
Era membro de uma seita do judaísmo, muito radical. Os Zelotes defendiam a luta armada contra Roma. Ele estava do lado oposto de Mateus e se opunha ao pagamento de tributos a Roma. Os Zelotes eram rebeldes.

JUDAS ISCARIOTES
Era natural da vila de Queriot, no sul da Judeia. Ele não era galileu. Era o tesoureiro da equipe e administrador do patrimônio, porém não era convertido. Era ladrão e roubava da bolsa (João 12:6). Ele vendeu o Senhor por 30 moedas de prata. Judas foi um instrumento do diabo (João 6:70,71). Judas serviu de guia para os soldados prenderem Jesus no Getsêmani (Marcos 14:43-45). A tragédia chocante da vida de Judas é prova, não da fraqueza de Cristo, mas da impenitência do traidor.

Em Cristo não há galileu nem judeu nem conservador nem progressista nem pescador nem cabrador nem Zelote.Ele tinha consigo uma equipe unida. Mesmo cada um tendo suas limitações, ele transformou homens obscuros em destemidos e valorosos anunciadores do Evangelho Transformador.

(fonte:revista Palavra & Vida - jan/fev/mar 2014 - Pr Noélio N. Duarte)
E respondeu-lhe Pedro, e disse: Senhor, se és tu, manda-me ir ter contigo por cima das águas.
E ele disse: Vem. E Pedro, descendo do barco, andou sobre as águas para ir ter com Jesus.
Mas, sentindo o vento forte, teve medo; e, começando a ir para o fundo, clamou, dizendo: Senhor, salva-me!

Mateus 14:28-30
E respondeu-lhe Pedro, e disse: Senhor, se és tu, manda-me ir ter contigo por cima das águas.
E ele disse: Vem. E Pedro, descendo do barco, andou sobre as águas para ir ter com Jesus.
Mas, sentindo o vento forte, teve medo; e, começando a ir para o fundo, clamou, dizendo: Senhor, salva-me!

Mateus 14:28-30
E respondeu-lhe Pedro, e disse: Senhor, se és tu, manda-me ir ter contigo por cima das águas.
E ele disse: Vem. E Pedro, descendo do barco, andou sobre as águas para ir ter com Jesus.
Mas, sentindo o vento forte, teve medo; e, começando a ir para o fundo, clamou, dizendo: Senhor, salva-me!

Mateus 14:28-30
E respondeu-lhe Pedro, e disse: Senhor, se és tu, manda-me ir ter contigo por cima das águas.
E ele disse: Vem. E Pedro, descendo do barco, andou sobre as águas para ir ter com Jesus.
Mas, sentindo o vento forte, teve medo; e, começando a ir para o fundo, clamou, dizendo: Senhor, salva-me!

Mateu

quarta-feira, 19 de março de 2014

A Escolha do Nome do Filho




História do nome "JOÃO PAULO"

Os três primeiros meses da minha terceira gravidez foram bastante delicados, passei por grande repouso, limitações, muitas dores. Passava tão mal que estava sempre visitando o hospital. Me recordo que um dia deitada na cama da maternidade ainda me restabelecendo, passou uma colega e disse: Já nasceu? É menino ou menina? Acenei com a mão que não era nada disso!

Em casa , sem poder me agitar de um lado para o outro, resolvi fazer o que gosto "ler".
Comprei um livro que agora não me lembro qual foi, mas sei que de brinde veio um livreto, de capa verde com letras brancas escrito "O Evangelho de João"_ não podia ser melhor! Tenho esta  capa guardada até hoje, vou procurar nos meus "guardados", escanear e postar aqui pra vocês, pois adoro "guardar coisas" rsrs. Já gostando da capa e sabendo do seu conteúdo disse para mim: _vou  ler este livro todo, é o evangelho do "amor de Deus", e isso vai me ajudar muito, e me agarrei com a Palavra de Deus, de onde me veio todo sustento,  força que precisa, e livramento de todos os males que sentia. Só que este livreto   ficava no meu porta bíblia, em cima de uma mesinha que é um lugar de passagem obrigatória da casa, en ten deu !! Assim eu passava  pra lá, o que via escrito _ JOÃO, passava pra cá _ JOÃO, e este  nome foi me chamando a atenção e ficando gravado no meu coração. 

Logo os três primeiros meses foram passando e a gestação melhorando, porque a "Palavra de Deus é viva e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e apta para discernir os pensamentos e propósitos de coração."(Hebreus 4:12)_ Glórias a Deus! E assim  eu conseguia pensar melhor na escolha do  nome para dar ao meu filho. Mas o coração já tinha a  resposta _ JOÃO.

Naquela época a gente, ou melhor eu, não  tinha a preocupação de saber se era menino ou menina, só queria que viesse com saúde. Não dava muita importância em saber o sexo do bebê na ultrassom não, gostava mesmo é da "surpresa" na hora do parto, da emoção dos familiares pelos corredores do hospital, da alegria quando o médico abria a porta e dizia para o papai, avós, tios, amigos _ é mais um machinho! Hoje é tudo diferente, mas tem seus encantos também. 

Mas de uma coisa eu tinha certeza; que era um menino _ coisa de mãe sabe!. E intuição de mãe não falha. E olha que nome de menina nem se cogitava, engraçado não é? JOÃO é também o nome do meu avó materno João Rodrigues Seixas, mas foi o João do evangelho que prevaleceu. Só que eu achei que se acrescentasse mais um nome ficaria mais bonito ainda, como João é nome de um discípulo de Jesus pensei em colocar Paulo que é outro discípulo também, aí ficou ótimo, JOÃO PAULO, adorei!

O pai Sebastião não interviu em nada na escolha do nome, era por minha conta, também pudera, a grávida era eu! Que nada, nós grávidos! É assim também hoje em dia? Depois vou contar a a historinha do nome do outro filho, aí a gente vê que as coisas mudam, não tem como, tá escrito.  Ah, teve um curioso que perguntou: _ o nome é em homenagem ao Papa? Respondi que não, a história é outra! É essa.
sua mãe

Agora quero deixar aqui registrado um resumo de quem foi JOÃO  e quem foi PAULO nas Sagradas Escrituras.                                                                               

JOÃO
O círculo íntimo de Jesus era composto por três de seus discípulos: Pedro, Tiago e João. Mas o que mais se aproximou de Jesus, a ponto de conhecê-lo profundamente foi João, o discípulo amado. João era pescador por profissão. Herdou de seu pai, Zebedeu, as habilidades com a rede de pescar.Tiago era seu irmão.O seu nome, tipicamente judaico, significa"o Senhor concedeu a graça".


O seu chamado se deu quando ele consertava as redes de pesca, junto com Tiago, ás margens do lago Tiberíades."E, passando mais adiante, viu outros dois irmãos - Tiago, filho de Zebedeu, e seu irmão João, no barco com seu pai Zebedeu, consertando as redes; e os chamou. Estes, deixando imediatamente o barco e seu pai, seguiram-no."(Mateus 4:21-22) 

Ele estava com Pedro e Tiago quando Jesus, em Cafarnaum, entrou na casa de Pedro para curar a sua sogra."E logo, saindo da Sinagoga, foram à casa de Simão e de André com Tiago e João. E a sogra de Simão estava deitada com febre; e logo lhe falaram dela.Então, chegando-se a ela, tomou-a pela mão, e imediatamente a febre a deixou, e servia-os."(Marcos 1:29-31)

Ele segue o Mestre à casa de Jairo, chefe da Sinagoga, cuja filha estava morta e seria chamada à vida. "E não permitiu que alguém o seguisse, a não ser Pedro, Tiago, e João, irmão de Tiago. E, tendo chegado à casa do principal da sinagoga, viu o alvoroço, e os que choravam muito e pranteavam. E, entrando, disse-lhes: Por que alvoraçais e chorais? A menina não está morta, mas dorme. E riam-se dele; porém ele, tendo-os feito sair, tomou consigo o pai e a mãe da menina, e os que com ele estavam, e entrou onde a menina estava deitada. E, tomando a mão da menina, disse-lhe: Talita cumi; que traduzido, é: Menina, a ti te digo, levanta-te. E logo a menina se levantou, e andava, pois já tinha doze anos; e assombraram-se com grande espanto".(Marcos 5:37-42). 

Segue-o quando o Mestre sobe o monte para ser transfigurado. "E seis dias depois Jesus tomou consigo a Pedro, a Tiago, e a João, e os levou sós, em particular, a um alto monte; e transfigurou-se diante deles."(Marcos 9:2). 

Segue-o quando o Mestre orava no monte das Oliveiras ."Então chegou Jesus com eles a um lugar chamado Getsêmani e disse a seus discípulo: Assentai-vos aqui, enquanto vou além orar. E, levando consigo Pedro e os dois filhos de Zebedeu, começou a entristecer-se e angustiar-se muito."(Mateus 26:36-37)

Segue-o quando diante do Templo de Jerusalém, Jesus pronunciou o sermão sobre o fim da cidade e do mundo."E, saindo ele do templo, disse-lhe um dos seus discípulos: Mestre, olha que pedras, e que edifícios! E, respondendo Jesus, disse-lhe: Vês estes grandes edifícios? Não ficará pedra sobre pedra que não seja derrubada. Em assentando-se ele no Monte das oliveiras, defronte do templo, Pedro, e Tiago, e João e André lhe perguntaram em particular:Dize-nos quando serão essas coisas, e que sinal haverá quando todas elas estiverem para se cumprir."(Marcos 13:1-4)

E, finalmente está junto dele no jardim do Getsêmani, quando se retira para orar ao Pai antes da Paixão."E foram a um lugar chamado Getsêmani, e disse aos seus discípulos: Assentai-vos aqui, enquanto eu oro. E tomou consigo a Pedro, e a Tiago, e a João, e começou a ter pavor, e a angustiar-se. E disse-lhes: A minha alma está profundamente triste até a morte; ficai aqui, e vigiai."(Marcos 14:32-34)

E mais: pouco antes da Páscoa, quando Jesus escolheu dois discípulos para preparar a refeição da última ceia, confiou a João e Pedro essa tarefa."E mandou a Pedro e a João, dizendo: Ide, preparai-nos a páscoa, para que a comamos."(Lucas 22:8)

A sua posição no grupo dos doze era de destaque. talvez por isso sua mãe tenha tomado uma inusitada atitude: aproximou-se do mestre para pedir-lhe que os dois filhos, exatamente joão e Tiago, se sentassem um à direita e o outro à esquerda no Reino.(Mateus 20:20,21)

Nos dias que se seguiram à ressurreição, encontramos os "filhos de Zebedeu"(João e Tiago) empenhados, juntamente com Pedro e outros discípulos, numa noite de infrutífera pescaria. Jesus intervém. Acontece, então, o episódio da "Pesca milagrosa". É João,"o discípulo que Jesus amava"quem primeiro reconheceu o Senhor e aponta a Pedro.(João 21:1-13)

Na igreja de Jerusalém, João ocupou um lugar de destaque na orientação do primeiro grupo de cristãos.

Lucas, no livro de Atos, o apresenta, atuando com Pedro quando ambos se dirigem ao Templo para orar.(Atos 3:1-5)

Estavam juntos, também, diante do Sinédrio para testemunhar a própria fé em Jesus Cristo. (Atos 4:13-22)

João é ousado ao dizer diante do Sinédrio em tom desafiador:"Não podemos deixar de afirmar o que temos visto e ouvido.(Atos 4:20)

Junto com Pedro, foi enviado pela igreja de Jerusalém para confirmar aqueles que aceitaram o Evangelho na Samaria, orando sobre eles, a fim de que recebessem o Espírito Santo.(Atos 8:14-15)

João foi o "discípulo amoroso" que no quarto Evangelho é descrito como aquele que "apoia a cabeça no ombro do Mestre", durante a última ceia.(João 13:23)

João também está aos pés da cruz, juntamente com a mãe de Jesus.(João 19:25-27)

E por fim, João é testemunha tanto do túmulo vazio quanto da presença do Cristo ressurreto. (João 20:2 ; 21:7)

João, entre todos os discípulos, mantinha uma amizade sincera e pessoal com o Senhor. Ele nos ensina que o Senhor deseja fazer de cada um de nós um discípulo que viva uma amizade profunda e íntima com Ele.E para realizar isso, não é suficiente segui-lo e ouvi-lo exteriormente, mas vivê-lo com intensidade no interior do coração.

João começou com a fé, depois passou para o amor. Em seu evangelho, o nome do apóstolo não é mencionado. Ele se identifica sempre como aquele a quem Jesus amava.(João 13:23)

Eles estavam à mesa e João era o que estava mais próximo a Jesus. É nesse contexto que ele fala do novo mandamento que Jesus deu: "Um novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como eu vos amei, que também vos ameis uns aos outros.(João 13:34)

Este homem vem de uma longa caminhada. De impulsivo, tornou-se compreensivo; de explosivo, tornou-se paciente, de genioso, tornou-se amoroso. 

Quando foi convocado por Jesus para segui-lo, João não era um homem manso, como se imagina.É verdade que ele tinha um espírito gentil, cheio de entusiasmo, audácia e coragem, mas também, tinha um temperamento forte.Ele e seu irmão Tiago foram chamados por Jesus de "Filhos do Trovão".(Marcos 3:17)

João era um homem sensível e amável, mas também era capaz de explosões de cólera. Tinha um gênio forte, era irritável e impulsivo. A sua convivência co Jesus o ajudou a dominar seu mau gênio.A convivência com o Mestre o fez crescer em amor e em compreensão.O outrora homem irritável e impulsivo agora era o protótipo do amor.

O amor a Jesus e a pregação do evangelho levou João a vários lugares da Ásia Menor.

Durante últimos anos de vida, ele escreveu seu Evangelho, o livro de João, e as cartas que fazem parte do Novo Testamento: 1, 2, 3 João. É quase certo que ele passou seus últimos dias em Éfeso.

Três dos mais famosos líderes da igreja primitiva assentaram-se aos seus pés: Policarpo, Papias e Inácio.

O amor a Jesus levou João para o exílio, na Ilha de Patmos. Ali, ele teve uma visão e recebeu a inspiração para escrever o livro de Apocalipse.(Apocalipse 1:9)

Foi liberto pelo imperador Nerva (96 a.D) e regressou a Éfeso. Ele teve morte "natural", em idade avançada. Foi o último dos apóstolos a falecer.

(Fonte:revista Palavra & Vida - jan/fev/mar 2014 - Pr Noélio N. Duarte)

PAULO
Dizem os historiadores que “Ele era um homem de pequena estatura”, “parcialmente calvo, pernas arqueadas, de compleição robusta, olhos próximos um do outro, e nariz um tanto curvo”.

Saulo, um jovem natural da cidade de Tarso, membro de um grupo religioso judaico chamado fariseus, e aluno de um dos maiores mestres da época, Gamaliel. Descendente da tribo de Benjamim e com cidadania romana. Profundo conhecedor da história, versado na filosofia, expert na Lei e poliglota, fluente em pelo menos quatro idiomas (Hebraico, Aramaico, Grego e Latim), tonando-se membro proeminente no Sinédrio (conselho dos juízes de Israel) dedicou-se a perseguir, prender e até, quem sabe, torturar e matar cristãos.

No caminho para a cidade de Damasco tem o grande encontro que mudou o rumo de sua vida. Encontra Jesus, em uma visão. Aquele acontecimento fez os seus valores, pensamentos e atitudes mudarem. Na verdade, até seu nome foi mudado, de Saulo para Paulo, o apóstolo Paulo.

Um homem que pelo impacto grandioso do encontro com Cristo suportou ser expulso do meio de seu próprio povo, preso a primeira vez pelos fariseus e salvo da morte por um capitão romano, foi apedrejado, açoitado, sofreu com uma doença, enfrentou humilhação moral, tentativas de homicídio, injúrias, ameaças, um naufrágio. Foi preso outra vez com Silas, preso outra vez em Éfeso. Em Jerusalém, para não ser linchado, é preso e levado até a cidade de Cesaréia Marítima, onde vive em uma prisão domiciliar, depois sendo transferido para Roma numa prisão que durou dois anos e que terminou com sua condenação à morte. Foi decapitado.

Apóstolo Paulo, o maior missionário, teólogo e escritor de todo o Novo Testamento.

Paulo foi um homem que semelhante a um meteoro brilhante, lampejou repentinamente como alguém no meio de uma crise religiosa, resolvida pela conversão à Jesus Cristo. Desapareceu por muitos anos durante sua preparação e treinamento. Reapareceu no papel de estadista missionário, e durante algum tempo podemos acompanhar seus movimentos no primeiro século. Antes de sua morte, ele faz brilhar a luz de Cristo em toda a Sua força e esplendor, até entrar na presença de Cristo eternamente.

(fonte:net- autor: Robson T. Fernandes)

segunda-feira, 17 de março de 2014

Obrigada Senhor!


Senhor,
HOJE eu só quero dizer: OBRIGADA meu DEUS por tudo!
Obrigada pelas conquista, vitórias alcançadas merecidamente, pela alegria explosiva e às vezes mal interpretadas, pelas bênçãos recebidas e pelas outras que ainda virão, porque tu és fiel para cumprir toda promessa feita a nós. Obrigada pela tua direção em nos conduzir e a buscar a cada dia trilhar no caminho do justo. E como é difícil, ardo, penoso, e muitas vezes até doloroso passar por esse caminho Senhor, é estreito por demais! Mas passamos... não desistimos...e nunca desviamos dele Senhor. E esse caminho requer de nós muitas renúncias, muitos "nãos", muita força e fé pra prosseguir. "Porque abrir caminhos é contigo Senhor, mas prosseguir é com a gente". 
Fazer o que é certo, o que é correto, o que é justo, é penoso. Dizer "não" para uma botija cheia d'água na hora que você está sedento é pra poucos Senhor.O mundo está cada dia mais inclemente e desumano. As pessoas só querem "mais" e "mais" pra si. O egoismo, a inveja imperam, e se você age diferente, se você se doa, se você faz o bem, é desacreditado, eles te vêem com segundas intenções, porque o corações deles estão impregnados de tantas "segundas intenções" em tudo que fazem. Caso façam eles o bem, a lei o retorno tem que entrar em vigor. Doar e amar, querer bem, é contramão neste mundo. Doar e amar é incondicional e os sábios sabem disso.  
As pessoas que habitam debaixo do sol estão perdendo seu caráter, sua dignidade, sua honradez. Seus valores morais, éticos estão se perdendo e até tomando rumos estranhos. Pra conseguir o que desejam são capazes de passar por cima de tudo e todos. Estão convictos que o errado é certo. Buscam caminho ou melhor como dizem aqui, a via mais fácil, do menor esforço, para obter vantagens, privilégios, poder, dinheiro, status etc...Trocam o certo pelo errado, a verdade pela mentira, mudam de rota só pra não acolher seu semelhante.Não temem a ti, não buscam a tua direção ó Pai. Mas nós Senhor, queremos sempre ser agradecidos a ti, e  continuar seguindo as tuas pegadas, porque longe de ti não tem vida, e perto de ti somos abençoados. Amém.

berenice

sexta-feira, 14 de março de 2014

sábado, 8 de março de 2014

Nós Mulheres!


MULHER BOAZINHA
(Martha Medeiros)


Qual o elogio que uma mulher adora receber? 
Bom, se você está com tempo, pode-se listar aqui uns setecentos: 
mulher adora que verbalizem seus atributos, sejam eles físicos ou morais.
Diga que ela é uma mulher inteligente, e ela irá com a sua cara. 
Diga que ela tem um ótimo caráter e um corpo que é uma provocação,
 e ela decorará o seu número.
Fale do seu olhar, da sua pele, do seu sorriso, da sua presença de espírito,
da sua aura de mistério, de como ela tem classe:
ela achará você muito observador e lhe dará uma cópia da chave de casa.
Mas não pense que o jogo está ganho:
manter o cargo vai depender da sua perspicácia 
para encontrar novas qualidades nessa mulher poderosa, absoluta.
Diga que ela cozinha melhor que a sua mãe,
que ela tem uma voz que faz você pensar obscenidades,
que ela é um avião no mundo dos negócios. 
Fale sobre sua competência, seu senso de oportunidade, seu bom gosto musical.
Agora quer ver o mundo cair? Diga que ela é muito "boazinha".

quinta-feira, 6 de março de 2014

Parabéns, Martinha!


Querida irmã

Seja
... firme e confiante, porque a graça, a misericórdia e a presença de Deus repousa sobre ti.
... forte, porque Deus sempre honra a tua fé.
... feliz, porque toda boa dádiva recai sobre a tua vida.
... bendita, porque Deus é fiel para contigo.

segunda-feira, 3 de março de 2014

Vestidos do "Oscar 2014"



 brilhou ... arrasou ...!!!








 No tapete vermelho do Oscar os vestidos clarinhos arrasaram!!

Vencedores do Oscar 2014:
Filme: "12 anos de escravidão"
Diretor: Alfonso Cuarón, de "Gravidade"
Ator: Matthew McConaughey, de "Clube de compras Dallas"
Atriz: Cate Blanchett, de "Blue Jasmine"
Ator Coadjuvante: Jared Leto, de "Clube de compras Dallas"
Atriz Coadjuvante: Lupita Nyong'o, de "12 anos de escravidão"