sábado, 21 de maio de 2011

"Dora Doralice"

Se viva fosse, Dora hoje estaria completando anos, não sei quantos,(vou procurar saber e registro depois) mas sei que foi uma longa vida de dedicação, amor, renúncia,e afinco para com a família do meu pai. Pessoa bondosa, inocente, querida, como diz a poesia "não teve tempo pra pecar". Foi uma católica de fé. Como eu gostava de ouvir suas prosas, seus versos , suas músicas, seus causos ! E as suas tachadas de goiabadas e bananadas ! Minha sobrinha Simone poetizou muito bem, um pouco do muito de Dora Doralice, click na foto e veja. Dora... era assim que eu a chamava, você deixou saudades !!

Dora Doralice

Das tachadas de barros
Das redinhas nos cabelos
Dos brincos de ouro
Do talco a perfumar

Quase um século de vida
Dora, nunca viu o mar

Das danças na cozinha  
Das goiabadas caseiras
Do café a pilar
Do almoço a preparar
Dona Julieta a chamar

Dora, não teve tempo pra namorar

Das conversas com seus gatos
Dos pés de carambolas, abacates, figos ...
Das visitas de Niterói
Dos encontros com os vizinhos
Das missas em latim aos domingos

Dora, não teve tempo nem pra pecar

Das histórias a contar 
Da vida que soube levar
A vida de Dora Doralice !

(autoria: Simone Alves Vieira) 1996 
   

Nenhum comentário:

Postar um comentário